Blog

Notícias, artigos e novidades

Instabilidade do ombro

A Instabilidade do Ombro

 

A instabilidade do ombro é um problema comum, e cuja incidência aumentou muito nos últimos anos, em função do maior número de praticantes de atividades físicas. Algumas informações são necessárias para que possamos entendê-la melhor.

O ombro é a articulação de maior amplitude do corpo humano. devido a esta caracteristica encontra-se mais propensa a instabilidade , ou seja, apresenta uma maior tendencia a “sair do lugar”.

A arquitetura óssea da articulação do ombro é formada pelo úmero e pela escápula, e pode ser comparada a uma bola de golfe ( cabeça umeral) sobre seu apoio ( glenoide / porção da escapula), isto significa uma estrutura muito grande sustentada por uma base muito pequena, Portanto, se dependesse apenas dos componentes ósseos, o ombro seria deslocado com muita facilidade.

Entre as principais estruturas que auxiliam a estabilidade do ombro podemos citar:

– o lábio da glenoide( porção da escapula), que é uma espécide de ” mureta” que aumenta a área de contato entre as estruturas ósseas.

– os ligamentos glenoumerais e a capsula articular, que funcionam como ” cordas elásticas” que envolvem esta articulação.

– musculatura, principalmente os músculos que formam o manguito rotador.

Alguns individuos sentem que seu ombro tem estalos, outros que o ombro “quase sai do lugar”, e há tambem aqueles que , muitas vezes após algum trauma, sentem o deslocamento articular completo com a necessidade de procurar um hospital ou algum auxilio profissional para ” colocá-la no lugar” (luxação). Todos os casos descritos acima apresentam algum grau de instabilidade do ombro.

Os casos mais graves de instabilidade são as luxações, lesões que occorem quando as estruturas ósseas do ombro perdem sua congruência, e ocasionam como consequência o rompimento do lábio glenoidal e dos ligamentos. Este quadro trata-se de uma urgência médica, e o procedimento de recolocação ( chamado de redução) deve ser realizado o mais breve possivel.

Após o ombro ser novamente ” colocado no lugar” e imobilizado com tipóia , em um segundo tempo, o auxilio e acompanhamento com um ortopedista deve ser realizado, para que seja definida a melhor conduta, que pode variar entre cuidados e orientações de fortalecimento e fisioterapia até mesmo o tratamento cirurgico.

A cirurgia é indicada quando o numero de deslocamentos do ombro se torna frequente ou quando apesar do fortalecimento muscular o paciente sente que não pode “confiar” no seu ombro ao realizar esportes ou até mesmo em atividaes simples do dia -a – dia. Os procedimentos cirurgicos podem ser realizados por videoartroscopia ( minimamente invasiva) ou através de cortes maiores . Estas ultimas são realizadas quando é necessário um enxerto osseo, em casos mais graves ou para atletas de alto impacto como o caso de lutadores de jiu-jistu.

Concluimos portanto, que os casos de instabilidade do ombro são complexos e idependente do seu grau, devem ser conduzidos por um especialista para que o melhor tratamento possa ser indicado.

lux

 

Dr Freddy Segatto

CRM/SC 11676 TEOT 11040 RQE RQE 7512

Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro

Membro Internacional da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos